Saiba como economizar e evitar dívidas na hora das compras de Páscoa

Uma pesquisa da FGV levantou os números da inflação na cesta de Páscoa. A alta, em média, é de 17% em relação 2018. Pesquisador da FGV/IBRE dá algumas dicas para que você possa economizar.


A Fundação Getúlio Vargas fez uma pesquisa para avaliar os preços dos principais produtos vendidos para a ceia de Páscoa no país. Entre as altas, a batata teve uma inflação de mais de 78% e o bacalhau registrou um aumento de quase 20% em relação ao ano passado. Para evitar dívidas na hora de montar a ceia, o pesquisador Igor Lino, da FGV/IBRE, dá algumas dicas para que você possa economizar e aproveitar a data sem problemas. Veja abaixo:


  • Pesquise e compare preços em variados locais de compra e entre as diversas marcas;

  • Antes de sair às compras, faça uma lista dos itens que tem que comprar para não gastar mais do que o necessário;

  • Se possível, adiante a compra de produtos não perecíveis para o almoço de Páscoa. Pois, quanto mais próximo da data festiva, maior a demanda pelos produtos, o que provavelmente pode elevar ainda mais os preços;

  • Seja criativo na montagem do cardápio. Sempre que possível, substitua os produtos mais caros pelos mais baratos. O bacalhau, por exemplo, pode ser substituído por outros peixes; o tradicional ovo de Páscoa pelos bombons e chocolates em barra;

  • Se for comprar os ovos de Páscoa com as crianças, negocie antes com elas até quanto pode gastar. Dessa forma, elas se divertem participando das compras e ainda aprendem um pouco de educação financeira;

  • Por fim, não se endivide com as compras de Páscoa. Opte sempre por produtos com preços que caibam no seu bolso.


Fonte: O Globo

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo